Imprimir esta página
Segunda, 17 Junho 2019 12:38

O Crea-DF se posiciona contra o PL 3.451/2019 Em defesa do Salário Mínimo Profissional

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Distrito Federal (Crea-DF), vem por meio desta nota, manifestar seu total repúdio à proposição do deputado federal Ubiratan Sanderson (PSL-RS), que defendeu, nesta última quarta-feira (12) a revogação da Lei 4.950-A, a qual estabelece o salário mínimo dos profissionais ligados ao Sistema Confea/Crea.

Os engenheiros, agrônomos, arquitetos, médicos veterinários e químicos foram surpreendidos pelo Projeto de Lei 3.451/2019, que pretende acabar com uma lei que está em vigor há mais de 50 anos e que representa uma conquista histórica de diversas profissões.

A presidente do CREA-DF, engenheira Fátima Có participa do movimento que defende a permanência da lei do salário mínimo profissional e inclusive a sua ampliação. “As engenharias desempenham atividades essenciais para a geração de riquezas e para o crescimento do nosso país. A proposta se mostra equivocada ao desmerecer a relevância da categoria para o desenvolvimento da sociedade e para a soberania nacional. A nossa luta, inclusive, é para o efetivo cumprimento da legislação e para sua ampliação, uma vez que ela não contempla os profissionais do serviço público, das esferas federal, estadual e municipal”, disse Fátima.

O Crea-DF juntamente com todo o Sistema Confea/Crea e a Federação Nacional dos Engenheiros -FNE estão empenhados em conter o avanço dessa discussão e vão se mobilizar ao Congresso Nacional, para barrar esse projeto totalmente inadequado para o que se pretende de um país com credibilidade que valoriza seus profissionais.