Quarta, 06 Fevereiro 2013 12:49

Plenário do Confea se reúne em sessão extra Destaque

Escrito por Assessoria de comunicação Confea
Avalie este item
(0 votos)

Na sessão plenária extraordinária da terça-feira (05/02) foi aprovada, por unanimidade, a criação do Grupo de Trabalho Ordem Econômica do Sistema, defendido pela CCSS (Comissão de Controle e Sustentabilidade do Sistema).

Os cinco processos que a Conp (Comissão de Organização, Normas e Procedimentos) colocou para análise trataram de registro de entidades de classe. O Plenário aprovou que a Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de Arapongas (PR); e os Centros Universitários da Universidade Federal de Votuporanga (SP) e das Faculdades Associadas de Ensino de São Paulo componham o plenário dos respectivos Creas estaduais. 

Também foi oficializada a cessão de uma sala na sede antiga do Confea, para as atividades da União Panamericana de Associações de Engenheiros (Upadi) na capital federal.

Convocados para atender a  intimação judicial  assinada pela juíza substituta da 6ª Vara/DF, Maria Cecília de Marco Rocha e definir a composição do Crea de São Paulo, os conselheiros aprovaram a Decisão Plenária 0071/2013 que estabelece o número de integrantes do plenário do regional paulista, entre integrantes entre representantes de entidades de classe de profissionais de nível superior e médio e de instituições de ensino.

A decisão será encaminhada à juíza nesta 5ª feira, 07/fev, conforme prazo pré-estabelecido.

Mais informações sobre o conteúdo dos processos é possível conferir no endereço: http://normativos.confea.org.br

Santa Maria
No início da sessão plenária extraordinária, o presidente José Tadeu referiu-se à tragédia da boate Kiss, em Santa Maria (RS). Antes de solicitar um minuto de silêncio, o presidente do Confea ressaltou a importância do engenheiro. “Em toda a segurança de um edifício, com grande acesso ao público, grande quantidade de vidas, nós da engenharia somos responsáveis pelos projetos, pelas obras. Tenho certeza que os profissionais habilitados no nosso sistema o fazem com todo o cuidado pelas normas técnicas de segurança. Se todos os projetos forem executados de acordo com o nosso conhecimento técnico, tenho certeza de que não correríamos riscos”, disse Tadeu.

 

 

 

 

 

 

 

Última modificação em Quarta, 06 Fevereiro 2013 13:06