CREA-DF
Segunda, 09 Outubro 2017 11:45

Candidato a presidente do Crea-DF Maria de Fátima Ribeiro Có (27) Destaque

Escrito por
Avalie este item
(2 votos)

Currículo 

Fátima Có,

 

Engenheira civil, pós-graduada em Engenharia de Segurança do Trabalho e em Gerência Empresarial. Capixaba, está em Brasília desde 1978 e vem desde então exercendo ativamente a profissão de engenheira, tendo iniciado sua carreira como orçamentista e executora de obras da Secretaria de Educação e Cultura do DF, atuando na Divisão de Obras Públicas de Taguatinga e logo depois assessora na Divisão Regional de Licenciamento e Fiscalização de Obras, continuando em Taguatinga até 1985.

Convidada, foi ser diretora da Divisão de Licenciamento e Fiscalização em Planaltina, de onde saiu em 1987 para a Companhia Energética de Brasília — CEB, onde foi chefe da  Divisão de Obras do Departamento Administrativo e atuando também no Núcleo Estratégico de Suporte à Gestão Empresarial e no Núcleo Estratégico de Disponibilização de Energia. Requisitada, foi trabalhar por quatro anos na obra do Metrô/DF, fazendo parte da primeira equipe a dar início às obras do metrô. Sempre atuando no Governo do Distrito Federal, no ano 2000 foi Diretora de Projetos e Obras da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Habitação — SEDUH, onde gerenciou a construção da Vila Tecnológica, que na época foram implantadas quatorze tecnologias alternativas e diferenciadas em pesquisa para utilização em habitações de interesse social.

Em 2004, esteve como Secretária Adjunta da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Obras do DF, onde junto com diversos órgãos do governo, inclusive com a participação da Defesa Civil, da Segurança Pública, do DER, do DETRAN, da CEB, entre outros, criou o Programa "Pequenas Obras Grandes Resultados" onde era diagnosticado o maior número de ocorrências em desfavor da segurança e se resolvia muita das vezes com pequenas soluções técnicas, e a partir daí que se mostrou necessário e foi criado o Programa Cicloviário do Distrito Federal, devido aos inúmeros acidentes com ciclistas, tendo sido a Coordenadora do grupo de trabalho onde deixou mais de 300km de ciclovias projetados. Em 2007, foi ser Diretora Geral do Serviço de Limpeza Urbana — SLU, onde concretizou vários projetos estruturantes quanto ao gerenciamento Integrado dos Resíduos Sólidos Urbanos, até o ano de 2010.

A atuação de Fátima Có, representando a categoria profissional sempre foi marcante, tendo exercido vários mandatos como Conselheira do CREA/DF (1981/1989), como Diretora do Sindicato dos Engenheiros, como Diretora do Clube de Engenharia de Brasília e como Diretora da Federação Nacional dos Engenheiros.

Em 1997, foi a primeira mulher a ser eleita como presidente do CREA do Distrito Federal e exerceu seu mandato de três anos, buscando sempre o fortalecimento e a valorização das profissões as quais representava, mas sempre associando com as realizações de interesse social e humano, fundamentadas na defesa e no desenvolvimento da Sociedade e de Brasília. Pelo seu dinamismo e dedicação enquanto Presidente do CREA/DF, recebeu o título de "Melhor do Ano / 97", na categoria de Mérito Profissional como "Engenheira Civil do Ano", pela Associação de Imprensa de Brasília. Aposentada em 2010, continuou trabalhando com consultoria, quando então em 2014, assumiu a Gerência de Relacionamentos Institucionais do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia — CONFEA, até recentemente, onde teve a oportunidade de coordenar ações institucionais entre o CONFEA, os CREAs, a MÚTUA e outras Organizações, visando o alcance dos objetivos das profissões representadas.

 

 

 

PROGRAMA DE TRABALHO 2018 a 2020 —

1-RESPONSABILIDDE SOCIAL: 1.1 Convênio com os órgãos competentes para implementar a engenharia e a agronomia públicas no DF; 1.2. Intensificar a representação do CREA nos Conselhos e Comissões Técnicas dos Órgãos e Empresas Públicas, visando uma participação efetiva nas decisões que envolvem as nossas profissões, para o bem estar e segurança da sociedade; 1.3. Viabilizar a participação de profissionais especialistas em comissões de estudo da NBR(s) da ABNT; 1.4. Desenvolver ações técnicas em prol da segurança da sociedade, referente às áreas da acessibilidade, sistemas de proteção contra incêndio, meio ambiente, utilização de agrotóxicos, área de risco e outras. 2 — VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS: 2.1.Estabelecer parceria com as entidades de classe visando fortalecimento, valorização e aperfeiçoamento das profissões;  2.2. Estabelecer parcerias com as instituições de ensino visando aprimoramento dos currículos oferecidos incluindo disciplinas voltadas para ética e legislação profissional; 2.3.Disponibilizar uma página no site onde qualquer pessoa possa consultar se o profissional ou a empresa são regularmente registrados no CREA, combatendo a prática ilegal da profissão; 2.4. Criar um Banco de Talentos onde profissionais e empresas possam divulgar os seus  trabalhos e informações de contato; 2.5.Defender junto ao Congresso para que engenharia e agronomia passem a ser carreira de Estado;2.6. Estabelecer parcerias com escolas de nível médio, visando incentivar o interesse nas profissões de engenharia e da agronomia; 2.7. Incentivar a utilização pelos profissionais, do convênio firmado entre a ABNT e o Confea/CREA e Mútua, para aquisição de Normas Técnicas e participação em cursos com desconto; 2.8. Disponibilizar orientação jurídica aos profissionais registrados no Crea quanto ao exercício da profissão. 3—LEGALIDADE: 3.1. Atuar junto às autoridades governamentais para que os cargos específicos ligados as nossas profissões sejam ocupados pelos profissionais habilitados; 3.2. Intensificar a divulgação da legislação que rege o exercício de nossas profissões para a sociedade órgãos públicos e privados; 3.3.Agir no sentido de coibir a atuação de leigos nas atividades das nossas profissões vinculadas ao CREA; 3.4 - Interagir com os órgãos de controle e fiscalização da União e do Distrito Federal de modo a estabelecer um canal permanente de entendimentos; 3.5.Acompanhar e defender a aplicabilidade da legislação do Sistema Confea/CREA junto aos demais Conselhos Profissionais que fazem interfaces com as nossas profissões. 4—EFICIÊNCIA E MODERNIZAÇÃO: 4.1.Promover ações no sentido de fomentar maiores oportunidades para os profissionais registrados no Crea; 4.2.Ações junto à Câmara Distrital e Congresso Nacional em assuntos de interesse de nossas profissões; 4.3.Atuar junto com associações representativas de síndicos, clubes, bares e hotéis e dentre outros para contratar empresas e profissionais registrados no CREA; 4.4.Dotar o CREA de novas tecnologias para utilização do sistema de informações geográficas no sentido de aumentar a abrangência e segurança da fiscalização; 4.5. Disponibilizar o maior número de serviços online, inclusive as certidões; 4.6.Agir no sentido de que os prazos estabelecidos sejam cumpridos 4.7. Capacitar os agentes fiscais para a correta atuação da fiscalização; 4.8. Atualização do cadastro profissional do CREA no sentido de obter um banco de dados referencial; 4.9.Elaborar plano de fiscalização do CREA em conjunto com as Câmaras Especializadas abrangendo todas as modalidades; 4.10.Promover melhoria na atual sede do CREA; 4.11.Tornar eficiente e eficaz os canais de comunicação do CREA com profissionais e a sociedade; 4.12.Disponibilizar um sistema de negociação e quitação online;4.13. Interagir com os demais CREAs para troca de experiências exitosas; 4.14.Implantar fiscalização preventiva e integrada junto com os diversos órgãos públicos fiscalizatórios do Distrito Federal, fiscalizando os locais públicos; 4.15.Discutir com os profissionais a aplicabilidade ou não do Livro de Ordem. 

 

Acesse o vídeo do Candidato

 

https://youtu.be/SwLjeVfzHYE

Ler 1539 vezes Última modificação em Segunda, 09 Outubro 2017 19:30

Meus itens